domingo, julho 14, 2024
O Básico

Quer ficar rico? Comece por aqui!

Pode ser que você esteja buscando uma fórmula mágica e mirabolante para enriquecer. Se esse é o seu caso, já aviso no começo que esse aqui não é o lugar certo pra você. Eu não acredito em fórmulas mágicas e acho que você não deveria acreditar. Elas só fazem você perder tempo em uma busca incansável. No final das contas, você descobre que a equação é simples e que o tempo perdido deveria ter sido melhor utilizado. Mas então, por onde eu devo começar se eu quero ficar rico?

Como eu disse a resposta é simples e muita gente vai achar até óbvia. Talvez seja esse o motivo de todo mundo ignorá-la. Existem duas formas de ficar rico: gastar menos do que você ganha ou ganhar mais do que você gasta. E se a gente for analisar minuciosamente as duas formas são na verdade uma só. Ficar com saldo positivo no fim do mês.

Aí você pode me lembrar que também existe aquela remota chance de ganhar na Mega Sena. OK, essa chance realmente existe (se é que você compra algum bilhete), mas temos que concordar que ganhar na Mega Sena se enquadra em: ganhar mais do que você gasta. E essa bolada pode desaparecer rapidinho da sua mão caso você ainda não esteja consciente dessa regrinha básica. Sem a consciência de gastar menos do que você ganha é bem provável que em pouco tempo o milionário prêmio já tenha ido pro espaço, junto com a fatura do seu cartão de crédito.

Leia também:
– Os Segredos da Mente Milionária

Eu antigamente tinha a falsa sensação de ser uma pessoa econômica e que guardava dinheiro. Isso não era totalmente verdade porque eu nunca via o meu patrimônio crescer. E sabe porque isso acontecia? Porque apesar de sempre estar ligada na regra de gastar menos do que eu ganhava eu não tinha o claro objetivo de ficar rica e gastava todo o dinheiro de uma só vez, com viagens!!

A vontade de ser livre financeiramente e ter um patrimônio que possa trabalhar para mim só surgiu recentemente. O gatilho foi uma tal de reforma da previdência, que entrou em pauta em 2019. Você já parou pra pensar que a maioria de nós, brasileiros, deposita uma fé cega na aposentadoria do INSS? E já pensou também que o INSS é uma bomba relógio e que pode ser que algum dia isso tudo exploda e que você fique sem um tostão pra chamar de seu? E o pior de tudo é que isso pode acontecer justamente quando a sua disposição para trabalhar e gerar riqueza já tenha caído consideravelmente.

A falta de educação financeira é tão séria aqui no nosso país que mesmo eu tendo feito faculdade de economia percebi que tava o igual Zeca Pagodinho, deixando a vida me levar. Mas a minha intenção aqui não é que você se reconheça no papel da vítima e continue empurrando tudo com a barriga. Muito pelo contrário, minha intenção é te mostrar que mesmo uma economista formada pode fazer burradas e que sempre é tempo de chamar a responsabilidade pra si e começar a encher o seu potinho da riqueza.

Livraria

E se você está pensando que esse papo não é pra você e que você não ganha o suficiente pra se tornar rico, eu vou te contar duas histórias que eu tirei das primeiras páginas do livro Psicologia Financeira, do autor Morgan Housel.

A primeira história é de Ronald James Read. Ronald foi um investidor e filantropo americano, mas o que é mais interessante é que ele se tornou filantropo trabalhando por 25 anos como frentista e mecânico e, depois de se aposentar, mais 17 anos como zelador. Ronald conhecia o segredo de fazer com que sua conta ficasse positiva no fim do mês. Depois de sua morte descobriram que sua fortuna era de 8 milhões de dólares. É claro que ele não guardou o seu dinheiro embaixo do colchão. Ele tinha uma estratégia de investimentos na bolsa de valores conhecida como Buy and Hold, onde o investidor compra ações de boas empresas e mantém consigo durante um loooooooongo tempo.

Nós também chegaremos lá, mas lembre que esse é apenas o começo da sua jornada para ficar rico.

E para você que ainda não se convenceu com a primeira história eu vou te mostrar que só o valor que você ganha não é garantia de sucesso. O segundo caso é de Richard Fuscone, um executivo do banco Merryll Lynch, um dos bancos mais conceituados dos Estados Unidos. Richard teve uma carreira muito bem sucedida no mercado financeiro e conseguiu se aposentar com 40 anos. Mas eis que o abonado executivo esqueceu do princípio mais básico de todos, manter sua conta positiva no fim do mês. Ele esbanjou tanto que precisou pedir falência e seus bens foram leiloados por um valor muito inferior ao que realmente valiam. A crise de 2008 ajudou a afundar Fuscone, mas se ele tivesse responsabilidade com os seus gastos ainda teria a chance de se salvar.

Conseguiu entender a importância de conhecer e principalmente praticar essa regrinha de ouro?  Esse é apenas o primeiro passo da jornada e tenho certeza que vamos aprender muita coisa juntos.

Um abraço e até logo.

Bruna Odppes

9 thoughts on “Quer ficar rico? Comece por aqui!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *