domingo, julho 14, 2024
Planejamento Financeiro

Investimento para menor de 18 anos – comece cedo

Em toda família existe aquele tio, vó, ou madrinha que escolhe presentear as crianças e adolescentes com dinheiro ao invés de presentes né? Também existem pais que pensam em fazer desde cedo uma poupança para os filhos e muitas vezes acabam deixando o valor na sua própria conta ou investindo mesmo em uma poupança, o que é uma pena. Tô aqui pra te contar que é possível fazer investimento para menor de 18 anos e que o processo pode ser mais fácil do que você imagina.

Esqueçam o porquinho!

Apesar de ser um símbolo da poupança o porquinho não é a melhor ideia para ensinar as crianças como começar a controlar as suas finanças. Isso porque os porquinhos geralmente não são líquidos, ou seja, você precisa quebrá-los para poder gastar o dinheiro.

Os porquinhos também não rendem juros e dependendo do tempo em que se demora para tirar o dinheiro de dentro deles a inflação já pode ter comido uma parte do poder de compra. Porquinhos também não fornecem um extrato com a evolução do seu patrimônio, então fica muito mais difícil para a criança saber se ela está mais perto do objetivo estabelecido para aquele dinheiro e isso pode acabar com a motivação de poupar.

Investir para o futuro x Investir para Gastar

As contas para menores de 18 anos podem servir para dois propósitos: investir para o futuro e investir para gastar. Quanto antes você ensinar a primeira lei do ouro que aparece no livro O Homem Mais Rico da Babilônia, maiores são as chances dessa criança crescer com responsabilidade financeira.

Pra quem ainda não leu esse livro, a primeira lei do ouro é guardar 10% de tudo que você ganha. Nesse caso você pode fazer um acordo com o menor. O dinheiro vai para a conta do banco e da corretora e ele será dividido em duas partes.

A primeira delas será investida em algum produto que tenha rendimentos mas que também tenha muita liquidez. Ele será usado para realizar os objetivos: comprar um brinquedo, fazer um passeio, comprar um tênis novo ou qualquer outra coisa.

A segunda parte, os 10% de tudo que for transferido para as contas, será o dinheiro intocável. Aquele que vai ficar rendendo pro futuro e que não pode ser mexido. Essa parte dos investimentos pode ter menos liquidez, já que o objetivo é não usar ele pra nada. Nós somos seres imediatistas e sempre queremos aproveitar tudo o que pode ser aproveitado agora mesmo, mas é importante pensar no futuro e em ter uma vida melhor lá na frente.

Como fazer investimento para menor de 18 anos?

Contas em bancos digitais ou em corretoras são boas opções para substituir o antigo porquinho. Após uma breve pesquisa na internet eu achei duas instituições que são bem interessantes pra esse primeiro contato com o mundo financeiro.

Banco Inter

A primeira opção para fazer investimentos para menor é o Banco Inter. Qualquer criança que tenha CPF e RG pode ter uma conta no Banco Inter, com a supervisão de um responsável. A abertura é feita pelo app mesmo e é necessário enviar foto dos documentos e também uma selfie da criança e do responsável. Não se preocupe com essa parte burocrática pois o app vai te dando todos os passos.

A Conta Kids não tem tarifa e ainda é possível pedir um cartão de débito para a criança. Isso é bem legal para começar a ensinar a responsabilidade com o dinheiro. Ela vai poder acompanhar o saldo e ainda ver o que acontece com o dinheiro que estava na conta quando o cartão é utilizado.

Muitas crianças, e eu era uma delas, acham que o cartão é mágico e que você pode fazer compras ilimitadas com ele. É um bom momento para explicar de onde sai o dinheiro quando o cartão é usado.

O Banco Inter ainda permite que sejam feitos investimentos em Renda Fixa Privada, como CDBs, LCI, LCA e outros. A plataforma de Home Broker, utilizada para compra de ações e títulos do Tesouro Direto não está disponível na Conta Kids.

Você também pode gostar de ler:
A bola de neve das dívidas – Cartão de Crédito e Cheque Especial
Juros Compostos – A razão pra você começar a investir agora!!
Canais de Finanças pra você se inspirar

Contas em Corretora

Pais que tenham mais conhecimento de investimentos e mercado financeiro podem querer montar uma carteira de ações para os filhos, já que o objetivo principal de comprar ações é mantê-las por longo prazo e assim ganhar com a valorização das empresas.  

A forma de fazer isso é abrir a conta do menor de idade em uma corretora, tais como Nuinvest, Toro ou Rico. Nesse tipo de conta também podem ser feitos investimentos em Títulos Públicos do governo como Tesouro Selic, também em Fundos Imobiliários e outros ativos disponíveis na Bolsa de Valores.

A abertura da conta geralmente é feita também pelo app, assim como no caso do Banco Inter. Você vai precisar enviar os documentos (RG e CPF) do menor e seguir todos os passos para finalizar o cadastro. A conta também só pode ser aberta com a supervisão de um responsável.

O principal ponto que merece atenção em contas abertas na corretora é que esse tipo de conta não aceita depósitos, apenas transferências e de mesma titularidade. Então o menor de 18 anos deverá ter uma conta em algum banco, mesmo que seja segundo titular, para que seja feita uma transferência de valores.

Qual o melhor investimento para menor de 18 anos?

Guardem uma coisa na cabeça de vocês: não existe melhor investimento. Existem diversas opções para investir e não há como eleger um investimento único que seja melhor que os outros pois isso depende muito dos objetivos que aquele investimento deverá atender.

Caso você ainda não conheça muito de investimentos a Renda Fixa é o caminho mais óbvio já que é um ativo bem menos volátil, ou seja, com pouca variação, e com um menor risco de perder dinheiro. Caso você ainda não conheça o conceito de Reserva de Emergência dá uma olhada nesse post aqui. Pode ser uma opção para começar a investir para os menores, até ganhar um pouco mais de conhecimento.

Na Renda Fixa existem diversos tipos de investimento como LCIs e LCAs, debêntures, títulos do governo e você precisa ficar muito atento a liquidez (capacidade de resgatar os valores) e também a marcação a mercado, que pode fazer com que você resgate menos do que investiu. Analise cada investimento e se você ainda não começou a investir peça ajuda de quem conhece mais do assunto. Com o tempo esses termos vão ficando mais fáceis e o ato de investir também.

Com quantos anos pode investir na Bolsa de Valores?

O investimento para menores em Bolsa de Valores pode acontecer desde o nascimento da criança, desde que essa tenha os documentos necessários para abrir conta em corretora.

Eu lembro que os investimentos em ações, func dos imobiliários e outros ativos com muita volatilidade funcionam bem para longos períodos de tempo e que os pais ou responsáveis devem avaliar com cautela onde colocar o dinheiro, considerando principalmente o objetivo e o prazo em que o dinheiro será usado. A renda variável não tem garantias, lembre disso.

O investimento para menor de 18 anos é provavelmente o melhor presente que o seu filho, sobrinho, afilhado pode receber. E se você souber ensinar alguns conceitos básicos de finanças para ele ainda quando pequeno, a vida adulta será bem mais simples e confortável.

Conta pra mim aqui se você já começou a investir para o futuro das crianças.

Um abraço e até logo.

Bruna Odppes

Livraria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *